Nego do Borel se pronunciou sobre a sua expulsão do reality show A Fazenda 13, da TV Record. O funkeiro publicou um vídeo nas redes sociais se manifestando sobre a situação. Neste sábado (25), ele foi retirado do programa após ser acusado de assediar sexualmente Dayane.

No vídeo, Nego alega ser alvo de racismo e diz que a polícia constatou que não houve estupro. “Mesmo assim, eu e minha família, estamos sendo atacados”, disse o ex-peão.

Borel começou o vídeo relembrando as acusações que correram contra ele no último ano. Ele diz que está provando que todas as alegações contra ele eram falsas, mas que não está sendo escutado. “Eu sinto que minha voz não está valendo de nada. Hoje eu vejo o preconceito, o racismo escancarado na nossa sociedade”, disse o funkeiro.

Indireta para Duda Reis

“Entrei para o reality. Tem uma pessoinha, que ficou aqui fora, e eu não sei porque essa pessoinha não segue a vida dela. Eu não sei porque essa pessoinha levanta pautas no meu nome, escrevendo o meu nome, falando sobre mim, sendo que, cara, sempre que eu toco nessas questões que nós vivemos lá atrás, eu toco para conversar com as pessoas e explicar mais ou menos o que aconteceu olhando nos olhos das pessoas. Eu não fico atacando, falando que a pessoa é isso…Cara, tá na mão da polícia…Eu não sei o que acontece, a pessoa fica falando do meu nome o tempo todo. Minha família está sofrendo, tá ligado? Eu estou sofrendo. Eu acabei de sair de um reality…Até agora eu não entendi porque eu estou aqui na minha casa. Porque é o seguinte: entrei para o reality, a pessoa ficou aqui fora levantando várias pautas, falando várias coisas de mim…”

Sobre Dayane e a situação

“Day é uma pessoa maravilhosa, gentil, simpática. A gente acabou se envolvendo, a gente acabou gostando um do outro, a gente acabou tendo afinidade um pelo outro e aconteceu o que aconteceu que até agora eu não sei porque eu estou aqui na minha casa, eu não consegui entender – mas, se foi pelo fato da Dayane ter dormido comigo, no estado que ela estava, eu quero aqui pedir perdão a minha mãe, que é mulher, a minha avó, que é mulher, as minhas tias. Depois eu quero pedir desculpas à todas as mulheres que se sentiram incomodadas porque eu não tive maldade na hora, eu não vi maldade”.

Cita fala de Adriane Galisteu

“Como a Adriane Galisteu falou na apresentação, que quando uma mulher tá alcoolizada e ela fala que ‘não é não’ e ‘sim também é não’, vocês podem ver na filmagem que quando ela [Dayane] fala pra mim ‘não’, eu vou dormir. A gente não faz mais nada, a gente não transa”

Alega preconceito

“Saí de um reality que eu fiz amizade. Eu estava feliz. Mais uma coisa que eu perdi. Eu não sei mais o que eu faço da minha vida. Esse é o racismo na cara da sociedade. É porque eu sou preto? Porque sou funkeiro? Porque vim da favela? Vocês vão tirar a minha vida. Eu estou depressivo, eu estou magoado, eu estou mal. Eu não fiz por maldade”.